ORISÁ DANKÓ.


Babá Dankó foi agregado a qualidade de Oxalá, mas ele não é Oxalá, na verdade ele é um Funfun que tem culto próprio.

Dankó é irmão de Akafojiyan, sendo que Akafojiyan mora no Bambuzal branco e Dankó no Bambuzal amarelo.
Dankó é o senhor do Bambuzal dos Eguns, se conta que a porta para o mundo dos mortos é o centro do Bambuzal. Dankó é muito reverenciado no candomblé Efon por ter profundas relações com Olokê.
O culto de Dankó é bem expressivo, sempre vemos Bambuzais com grandes laços brancos em consagração a esta divindade.


* Dankó abandona sua filha Oyá.

Orisá Dankó era o dono do Bambuzal dos eguns e lá ele conheceu Anambukú e com ela teve um filho. Anambuku assim que pariu entregou a criança a Dankó e lhe disse que ele deveria criar a criança. Dankó não pode sair do Bambuzal por muito tempo, pois ele controla os Eguns. Percebendo que ali era um local cheio de maus espíritos, ele percebeu que não era um bom lugar para criar sua filha. Dankó pegou a bebê pelo calcanhar e a arremessou o mais longe que podia e a criança caiu nas florestas de Ifé. 
Odé Odulecê encontrou o bebê na mata e então adotou a menina como sua filha. Até os dias de Hoje Oyá saúda Odé Odulecê como seu pai.


* Oyá é malvada com Dankó.

Oyá não gosta de Babá Dankó, ela foi criada por Odulecê e não perdoa ter sido abandonada quando criança. Se conta que um dia Baba Dankó passeava na praia quando percebeu que Oyá estava ali nadando nos Corais. Dankó chamou Oyá para cumprimenta-la, mas ela o desprezou, tomou seu cajado e atirou no mar.
Dankó ficou muito triste e chorou muito, até que Osun o ajudou a recuperar seu cajado. Um dia Dankó caiu e machucou a perna nas pedras afiadas dos rochedos e então ele viu Oyá voando entre as nuvens e pediu socorro. Oyá foi até ele e colocou dendê na ferida, depois foi embora e deixou Baba Dankó sofrendo no chão. Dankó gritou por Osun que o ajudou a curar a ferida na perna e o restaurou completamente. 
Pode muito tempo passar, mas Oyá nunca esquece quem lhe fez mal, ela nunca perdoará Dankó pelo abandono.

Dankó e Oyá comungam do mesmo Asé, mas não são próximos.

Dankó é Deidade e em teoria não roda em cabeça de Yawo, mas existem casos de iniciados no Brasil.

Asé!




2 comentários:

Vânia disse...

Nossa a história e muito interessante.

mcs disse...

Interessante, então em casas tradicionais Efon ele deve ser feito, já que cultuado nesta nação.