O SOFRIMENTO DE ODÉ ISSAMBÔ.


Odé Issambô grande caçador, entrou na mata com Logunedé, ensinando-lhe a arte de caçar e manejar o arco e a flecha.
Após inúmeras caçadas, Logunedé sentou-se embaixo de uma árvore para descansar.
Nessa árvore pousou um pássaro e Odé Issambô preparou sua arma e atirou.
Acertou em cheio o pássaro e também, uma colmeia de abelhas. Elas foram cair justamente sobre a cabeça de Logunedé, que sem ter como se defender foi picado.
Odé vendo o desespero de Logunedé, correu para acudi-lo, sendo picado várias vezes.
Conseguindo fugir, deitou Logun em folhas frescas e sem saber o que fazer pôs-se a chorar.
Eis que o Orisá Omolú vendo aquilo, parou e apiedou-se do estado de Logunedé, pois, a criança estava morrendo. 

Omolú tirou de sua capanga, água de cana e gengibre, pilou e aplicou sobre os ferimentos, aliviando as dores. Após isto, fez o mesmo com Odé Issambô, curando-os completamente.

Odé então lhe disse: Senhor dos aflitos, ponho o meu reino a seus pés e toda a minha caça que daqui por diante eu conseguir, comeremos juntos.
Omolú agradeceu e seguiu seu caminho.
Então Odé Issambô jurou que nunca mais comeria o mel, pois o mel o faria lembrar todo o sofrimento seu e de seu filho.

AROLE!



Nenhum comentário: